PARABÉNS ARBITROS E ARBITRAS

Dia 11 de setembro, é o Dia do Árbitro Esportivo, o Bola em Jogo presta uma justa homenagem aos árbitros e árbitras, muitas vezes tão injustiçados, mas necessários para qualquer competição esportiva, para eles não existe jogo fácil.

No futebol, desporto regulado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), a figura do árbitro está prevista na regra cinco das leis do jogo. Porém, nos primórdios do futebol não havia nenhum árbitro. As faltas eram acertadas entre os dois times, num acordo de cavalheiros.

A figura do árbitro apareceu apenas em 1868 e, mesmo assim, ele apitava pouco: ficava de fora do campo e não tinha autonomia para marcar infrações. Tudo precisava ser decidido junto com os capitães das equipes. A autoridade do árbitro só passou a ser absoluta a partir de 1894, com a modernização das regras do esporte.

As regras dos jogos e arbitragens são revistas seguidamente e, se necessário, modificadas, na reunião anual realizada pela entidade International Football Association Board (IFAB).

Não há competição desportiva oficial que dispense uma equipe de arbitragem. É ela que faz respeitar as regras do jogo, é ela que oficializa os resultados.

Injustiça

Em uma partida de futebol o arbitro é o único participante que se cometer um erro é crucificado e na maioria das vezes, é tido como o principal responsável pelo insucesso de uma equipe.

É comum vermos agressões covardes à árbitros. No futebol amador a situação dos árbitros continua bem difícil, pois são 22 atletas e mais uns 10 da comissão técnica contra o trio de arbitragem, mas futebol profissional está bem melhor, pois tem VAR e o quarto arbitro, além de estarem ganhando muito bem.

Parabéns a todos estes profissionais que arriscam suas peles todas as semanas, são ameaçados, ofendidos, ganham muito pouco, mas no final de semana que vem, estarão apitando novamente.

Arbitro Herói

Aqui em Gravataí, aconteceu um fato em 2019, envolvendo o arbitro Claiton Timm, em jogo de master no campo do Bagé´, o atleta Kalil, teve um ataque cardíaco e caiu em campo  desmaiado, então Claiton, usou seus conhecimentos de primeiros socorros, correu até p atleta,  ficou fazendo massagens e reanimação, enquanto a ambulância não chegava.

Kalil se recuperou,  até já voltou a jogar futebol e os Médicos falaram que foi fundamental para a boa recuperação do atleta, os procedimentos realizados pelo arbitro Claiton Timm.

Mais informações no Site WWW.bolaemjogo.com.br

http://esporteemgravatai.blogspot.com.br/

http://www.esportecachoeirinha.blogspot.com.br