PARABÉNS ÁRBITROS E ARBITRAS PELO SEU DIA - Bola em Jogo

PARABÉNS ÁRBITROS E ARBITRAS PELO SEU DIA

Dia 11 de setembro, o Bola em Jogo presta uma justa homenagem ao Dia do Árbitro Esportivo, achamos merecido pois para árbitros e árbitras, não existe jogo fácil.

A data especial nasceu na cidade de São Paulo, em junho de 2007. Depois disso, acabou sendo adotada por todo o Brasil.

No futebol, desporto regulado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), a figura do árbitro está prevista na regra cinco das leis do jogo. Porém, nos primórdios do futebol não havia nenhum árbitro. As faltas eram acertadas entre os dois times, num acordo de cavalheiros.

A figura do árbitro apareceu apenas em 1868 e, mesmo assim, ele apitava pouco: ficava de fora do campo e não tinha autonomia para marcar infrações. Tudo precisava ser decidido junto com os capitães das equipes. A autoridade do árbitro só passou a ser absoluta a partir de 1894, com a modernização das regras do esporte.

As regras dos jogos e arbitragens são revistas e, se necessário, modificadas, na reunião anual realizada pela entidade International Football Association Board (IFAB). Esta entidade é composta por oito cadeiras: quatro da FIFA e mais quatro dos países fundadores (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda).

Gol do Árbitro, pode isto?

Conforme a regra 9 do futebol, o juiz faz parte do jogo como um elemento neutro. Ou seja, caso a bola bata no árbitro, a partida segue como se nada tivesse acontecido. Por conta disso, é sim possível que um juíz marque um gol. Exemplos de quando isso aconteceu em 1983, no Campeonato Paulista, na partida Santos 2 x 2 Palmeiras, o árbitro José de Assis Aragão, desviou a bola sem querer, após um chute do jogador Jorginho, do Palmeiras, que ia para fora, a bola acabou desviando no árbitro e entrando no gol, empatando a partida aos 47 minutos do segundo tempo.

Mas a partir do segundo semestre de 2019, porém, este cenário não é mais possível, uma vez que a regra mudou, e, a partir de então, se a bola tocar no arbitro, deverá ser assinalada bola ao chão

Não há competição desportiva oficial que dispense uma equipe de arbitragem. É ela que faz respeitar as regras do jogo, é ela que oficializa os resultados.

Injustiça

Em uma partida de futebol o arbitro é o único participante que se comete um erro é crucificado e na maioria das vezes, é tido como o principal responsável pelo insucesso de uma equipe.

Não importa se o jogador deixou de marcar um gol ou se o goleiro não defendeu um chute que parecia ser fácil, a culpa sempre recai na equipe de arbitragem pelos equívocos que possam ter vindo a cometer.

Frase infeliz

Para nós achamos que o arbitro Romualdo Arppi Filho, foi infeliz, quando tornou celebre uma frase:

Árbitro inteligente não apita o que ele viu. Apita só o que o estádio enxergou.

Parabéns

O Bola em jogo então homenageia esta classe, muitas vezes injustiçada, agredida fisicamente e moralmente, de forma covarde, mas sempre estão ali no centro do campo ou quadra, para dar início a mais um jogo.  

Mais informações no Site WWW.bolaemjogo.com.br

http://esporteemgravatai.blogspot.com.br/
http://www.esportecachoeirinha.blogspot.com.br